Tchhh… há tanto tempo!!!

02/02/2019

Se calhar nem todos repararam nisto, mas as redes sociais mudaram p’ra car…

Estava agora a reviver momentos passados e tive oportunidade de confirmar uma convicção antiga: o Facebook e congéneres vieram aniquilar por completo a capacidade de raciocínio e desenvolvimento de análise às situações e questões do dia-a-dia porque criaram nas pessoas a sensação de que basta publicar um Instastory ou algo do género para se parecer culto, atualizado ou super incluído num grupo ao qual ninguém pertence a não ser eu… hmmm… e mais alguns tipos… com muito talento… pá, aquele gajo é mesmo bom meu, posta cada cena, que tripe man… não tás bem a ver mano!

O que é certo é que ninguém arrisca escrever mais do que duas linhas de texto num post. (Para quê, se ninguém lê?). E porque esta é para aí a 15ª linha e já ninguém está a ler, por isso que se foda.

Aqui vai. Aquela cena do Fyre Festival… ah g’anda empreendedor ah? Assim é que o “Socras” curtia os gajos, e aquele ex-ministro, o Relvas. Se fosse com esse tinha recebido incentivos do governo Português para fazer o festival aqui nos Açores ou na Madeira (muitos estarão a pensar, aqui nos Açores ou Madeira? Sim, apesar da “distância” ser cada vez maior, estas ilhas pertencem ao território português).

Onde é que anda agora o cromo do Bater Punho? Podia pegar neste exemplo de vida para ir para o websummit fazer um pitch!

É engraçado que cada vez temos menos identidade. Um pitch!

Ainda me lembro que para conseguires vender uma ideia tinhas de ser convincente. Agora tens de fazer um pitch. E fazer um piss também resulta? Se calhar às vezes com os nervos deve dar mais vontade de fazer mesmo um piss. Há quem lhe chame chuva.

Por falar em chuva, chuva, Chavez, Chavez, Maduro, Bolsonaro, Bolsonaro, Trump. Foda-se, esta merda está mesmo toda fodida.

Lembro-me que a minha mãe para chegar a um nome de um filho, passava pelo nome dos outros filhos, netos… até chegar ao nome certo.

Agora só me ocorre merda para chegar ao nome de um presidente de qualquer país. Sinais dos tempos! Das duas uma. Ou estou a ficar velho ou isto está mesmo fodido.

E está! Só passados 8 anos é que volto a olhar para o WordPress e para este blogue. Mas o que é que se passa afinal?

Esta é de resposta fácil! Ou és um influencer ou então desistes e publicas fotos fúteis do teu dia-a-dia no “insta” ou no “face”.

Mas faz tudo parte… de alguma coisa. Cada um está na sua “fase e evolução”. Agora resta esperar que tudo isto se trate de facto de uma evolução e não o contrário… apesar se ser difícil de acreditar em tal coisa perante o cenário atual…

Como é que se diz mesmo? Ah, já sei. “Vamos indo e vamos vendo…”

Bora lá malta! Até já!

 

Anúncios

Faz hoje anos…

16/10/2011

… que morreu Maria Antonieta, também conhecida por madame déficit, alcunha que dispensa mais apresentações.

Ficou famosa especialmente por ter (alegadamente) proferido a famosa frase:

“Se não têm pão, que comam brioches”

Coisas destas, ficam para a história.

Uma conclusão…

12/10/2011

… talvez estúpida, mas profundamente realista.

Como é que um blogue que não é actualizado há alguns meses mantém o nível de actualidade que este mantém? É invejável!

Ainda neste preciso momento, enquanto escrevo estas parcas palavras, sinto a tal azia no estômago que descrevi ainda há meses atrás.

É verdade, devo admitir que também não piorou. Este mesmo facto contribuiu para a actualidade do último post. Mas não deixa de ser interessante.

Então pergunto-me:

Para quê actualizar com frequência um blogue se, com um post que reflita de forma duradoura um estado de espírito, este se pode manter perfeitamente actual durante meses ou até mesmo anos?

Tenho andado com…

02/07/2011

… uma azia tão grande que até evito de postar aqui. Tenho receio de causar uma úlcera ao WordPress.

Wake up!

16/05/2011

Se há coisa que …

06/05/2011

… a história nos ensina é que não aprendemos com os erros cometidos. Apenas aprendemos a lidar melhor com as suas consequências.

Será que é…

03/05/2011

… difícil assumir, perante os factos que vivemos e não só pelo que vemos nos noticiários, que este sistema é corrupto e está em ruptura?

Hoje é o dia em que o FMI vai apresentar a sua proposta de empréstimo a Portugal e os partidos políticos continuam preocupados em atacar uns e outros e principalmente defender a sua imagem. Uma pergunta simples: O que é que isso interessa para as pessoas reais?

O que importa se um disse isto e o outro fez aquilo se, o resultado após anos de má gestão pública é a ruptura financeira?

O que importa ouvir um determinado fulano que tem um cargo político dizer que o outro é que errou?

O que é que isso realmente muda ou contribui para a melhoria da situação?

O que me interessa, a mim pelo menos, é ver os problemas resolvidos. Sinceramente acho que um passo muito importante neste sentido seria dar um cartão vermelho a esta classe política, totalmente fútil, descolada da realidade e manipuladora da opinião pública através dos seus diários diálogos inúteis apoiados pelos meios de comunicação social.

Já os antigos diziam…

04/04/2011

Peter Joseph…

26/03/2011

… na RT responde  a questões sobre a Economia Baseada em Recursos:

 

Eu vou colocar aqui…

24/03/2011

… um “desejo” meu.

Querido Pai Natal: Este ano como me portei bem, gostava de ver publicada uma sondagem fiável, efectuada por uma entidade verdadeiramente independente, que demonstrasse a evolução ao longo do tempo dos números relativos a pessoas cuja actividade profissional seja “político”, ou que esteja directamente ligado a partidos políticos ou estruturas de influência dos mesmos. Numa perspectiva colateral a esta sondagem, gostaria que fosse também contabilizado o número de políticos que, mesmo que não tenham atingido cargos influentes, tenham tirado benefícios pessoais fruto do seu trabalho de influência no mundo político. Era só isto Pai Natal. Um beijinho.

Peter Joseph – TEDx 2011

22/03/2011

A cor do horto gráfico

18/03/2011

P: Porque é que os homossexuais apoiam, incondicionalmente, o acordo ortográfico?

R: Porque transformou os espectadores em espetadores…

Dia 12 de Março

10/03/2011

Homens da luta… páááá…

06/03/2011

A crise vai…

01/03/2011

… piorar. Porque digo isto? Qual outro motivo poderia levar a União Europeia a fazer novos testes de resiliência à banca?